quarta-feira, dezembro 21

Será, ou não?

"Criámos a época da velocidade, mas sentimo-nos enclausurados dentro dela. Os nossos conhecimentos fizeram-nos cépticos; a nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos muito pouco." Charles Chaplin

De que fugimos? Porque tentamos fazer da vida uma equação matemática? Se tudo reduzimos ao conhecimento e à inteligencia e estes nos levam ao psiquiatra, não será pouco inteligente o caminho que escolhemos?

5 comentários:

izzolda disse...

Hmmm...não concordo muito.
Porque a velocidade também nos permite desenclausurarmo-nos (as palavras que se vão aranjar!) mais depressa. Porque os conhecimentos também nos podem fazer acreditar. Discordo totalmente da ideia de que a inteligência acarreta crueldade e cepticismo. Também não acho que se pense em demasia. Embora concorde que se sinta pouco.

Miguel disse...

Confesso que estou de acordo contigo no que à inteligência diz respeito. Ela só acarreta crueldade e cepticismo se (entre outras coisas) trabalhar por conta do senhor egoísmo. Aí sim. Nunca o poderia ser, quando ao serviço de qualquer outro mais recomendável senhor.

Freddy disse...

O q é preciso é comer caramelos e ir passear c a garina...

Abraço da Zona Franca

Ana disse...

É... é muito pouco inteligente o caminho que escolhemos...

Maria Pedro disse...

Feliz Natal, Miguel!