quarta-feira, janeiro 11

Não tenho tempo…

Com tempo, podemos pensar em fazer melhor, esquecermo-nos de nós em função dos outros, ter uma generosidade sem limites, lutar por aquilo em que acreditamos cheios de força e sem perder a esperança, com direito a manifestações e hastear de bandeiras.

Com tempo, podemos pensar que é sempre preferível ver para lá do lado mau, conseguir tirar partido de tudo o que os dias nos deram e tiraram, e transformá-lo em experiências de vida, que nos dão aquela sabedoria que só quem sofreu é que tem.

Com tempo, temos vontade de ser melhores, de ser alegres, de rir e de cantar, de dançar e de saber que somos capazes e vamos conseguir.

O tempo faz-nos chegar a inspiração em milhares de frases desordenadas que nos vêm ao espírito mas que as mãos não conseguem acompanhar.

E, finalmente, faz-nos ver, com calma e serenidade, que:
tudo tem o seu tempo,
que afinal o tempo somos nós que o fazemos
e que
fazemos do tempo o que nós queremos.

13 comentários:

moonj_Rita disse...

E no entanto o tempo a mim parece não ser suficiente. O tempo voa e às vezes é preciso que o dia tenha mais de 24 horas para conseguir fazer tudo o que é necessário...ai.

Miho disse...

O tempo é o nosso melhor amigo..
Temos é que saber dar lhe o valor que ele merece.

Beijo

deep disse...

Por vezes, também nos escudamos na falta de tempo para não termos determinados gestos... por ser mais cómodo (fala a voz da experiência - a minha e de outros).
Boa noite!

maria disse...

Ter tempo é bom, mas ter muito tempo já não é assim tão bom...dá assim uma sensação de vida sem sal...mas quando se quer, e para o que se quer verdadeiramente há sempre um tempinho...digo eu...bem deixa-me ir dormir...que estou a ficar sem tempo para o meu sono de princesa:)
Beijos

Anónimo disse...

Conseguirmos ter tempo para fazer o que realmente nos fez sentir que foi bom, que crescemos, é reconfortante.
Por isso devemos tentar arranjar mais desse tempo.
Beijos

ivan (aka bandinho) disse...

neste momento preocupa-me a falta dele...

e a forma como corre tão rápido.

xana disse...

Miguel, obrigada pelo tempo que didicaste à tua visita..., oferecendo mais um vestido azul...

Tens uma fotografia nova? É bonita aquela imagem a preto e branco.. gostei.

E.. se ainda vou a tempo, deixo-te o meu parecer.. sobre o tempo..

Eu costumo acreditar que se pode ter dois relógios: um no pulso(normalmente toda a gente tem..) e outro no coração..

xana disse...

E.. Miguel, merci pelo link...
Eu vim de novo ver este teu texto sobre o tempo.. pois gostei mesmo muito dele.
Uma abraço de Paz e de Bem.

gala disse...

o tempo urge, é bem verdade..mas afinal quem manda aki, ele ou nós?! lol...gostei deste texto, até pk esta semana não tenho tido tempo :P tenho sabido no entanto (acho) arranjar tempo para o ke é verdadeiramente importante. gostei mt ! beijinhos

_pimpolha_ disse...

O pouco tempo que temos é nosso..;)

bom blog!! =)

vou voltar!

bjinhus =p

xana disse...

Não me canso de aproveitar o meu tempo para vir reler este texto e saborear um pouco o ar deste lugar!
Venho também agradecer-te as tuas palavras de hoje quanto à semente!

Desejo-te sempre boas colheitas, Miguel!

Assumida Mente disse...

Mais uma vez um excelente post!
Mais uma vez palavras sensatas que me tocam e me fazem admirar ainda mais todos aqueles que conseguem transformar os poucos segundos que lhes sobram em momentos de dádiva... ou então, todos aqueles que conseguem transformar todos os segundos, ainda que de trabalho, ainda que de stress, ainda que de corrida, em momentos originais e únicos do prazer que só a generosidade proporciona... todos aqueles que perceberam já que, apesar de não poderem fazer do tempo tudo o que querem, podem senti-lo e partilhá-lo como quiserem!

Margarida Atheling disse...

Muito bem escrito! E sentido!

Bjs!