terça-feira, novembro 14

Escravaturas


Existem dias destes. Em que me sinto escravo. Todo o tempo útil é do(s) meu(s) senhor(es) e o que de mim resta, são mesmo sobras. Gasto-me no dever ao senhor e não posso acudir a outros campos onde, estou certo, a minha ajuda seria mais útil e eu mais realizado.

Este não é o meu continente.

Sonho com a alforria.

3 comentários:

deep disse...

Como te compreendo!

izzolda disse...

Por acaso não me posso queixar, os tempos de escravatura já lá vão...e neste momento, por acaso, tempo livre não me falta :) Maré baixa de trabalho...

chuvamiuda disse...

..............
é!!! lá isso é, mas vou fazer-me ao caminho

;)