sexta-feira, julho 20

Três

Um
Se me contassem há um ano atrás, não acreditaria:
Ele é exemplar em várias facetas, amigo como poucos, verdadeiramente preocupado com o outro. Senhor de iniciativa, com uma capacidade fora do comum para o “trabalho é trabalho, cognac é cognac”. Ainda assim, teima em fazer do trabalho algo tão saboroso quanto o melhor “Rémy Martin” e do momento do digestivo pretexto para melhor ajudar quem sente que precisa.
Capaz de ser dinamizador no trabalho e na amizade para feitos fora-do-comum, foi atropelado na alma que não consegue ver o mal nos outros. Provavelmente o seu único “defeito” de origem que fez com que um e outros o atraiçoassem de forma soez.
A sua capacidade e os verdadeiros amigos, bem como a justiça (nas suas diferentes vertentes) encarregar-se-ão de o repor no (seu) lugar onde é feliz ajudando os outros.

Dois
Hoje em dia quem está equipado com determinado tipo de armas “safa-se”. Quem pelo contrário não está, tem grandes dificuldades de se impor nesta sociedade, ainda que com virtudes bem maiores de que essas armas da moda. Ela merece, ela luta, mas é pisada por uma vida para a qual continua a olhar com ternura. Em dia de entrevista, mais um sorriso, mais uma esperança, mais um exemplo dado aos que tem a sorte de a conhecer. Eu que a conheço ainda melhor do que julga, sei por isso mesmo (que não por artes divinatórias) que a esperança tem razão de ser.

Três
Nunca tinha passado por nada parecido: A maior lição de vida foi-me dada por quem não sabia se a teria muito mais tempo.
Eu sei, eu acredito eu quero ouvir-te mais. Quem me conhece sabe a facilidade com que sai a lágrima. Neste caso tem sido umas quantas que secarão quando te vir e ouvir de novo a sorrir como só tu sabes. No registo escrito, uma das últimas entradas diz: "(…) mas sabes estou feliz, fui feliz e valeu sempre a pena”
Estou à tua espera para transformar esse passado em futuro e continuar a aprender contigo como se vive. Volta depressa, por favor!
====
Obrigado aos três. Contem sempre incondicionalmente comigo.

7 comentários:

Leonor disse...

Um
Merece tudo, tudo, amigo como não há.
Dois
Não não mereço, porque só quem lutou merece retorno, só quem trabalha merece férias, só quem é persistente alcança objectivos. Não posso voltar atrás, estou a ficar sem esperança e já não consigo ver a vida de forma assim tão ternurenta.
Restam-me os meus bons amigos que me enchem o coração de mel.
Obrigada.Mesmo. Obrigada.
Três
Quero agradecer-te Miguel por me dares a conhecer uma pessoa assim. Isto sim, é uma verdadeira lição de vida.

Obrigada, sabes que contarei sempre contigo.

Anónimo disse...

........

Um
Dois
Três

....e porque a lágrima já rola, vou indo

até já!

...............

Abraço

boleia disse...

va, tanta lagrima nao aguento eu que ando tao instavel :)
Mas gosto sempre de lagrimas genuinas... e estas sao-no. so o podem ser!

Phil disse...

e porque as lagrimas rolam, vou ficando... a esperança essa vai e volta, porque tem de voltar para me ajudar e tem de ir... não sei porquê... talvez porque não exista mas eu precise de a fantasiar para fazer frente a esta realidade onde n ha lugar para a autenticidade, onde parece que temos de ser o outro que querem que sejamos. eu não sei ser o outro.

apenas posso dizer que a amizade nos ajuda a permanecer na vida com olhos que esperam por um dia melhor.

rascunhos disse...

Embora não esteja por dentro deu para sentir a emoção destas palavras.

...espero que consigam encontrar a força que é necessária em momentos destes !

bj

cris disse...

e a vida não vai parar..... acreditar
108

foryou disse...

Um
gostei da forma como falas dos amigos! :)

dois
um dia vou conhecer melhor essa pessoa fantástica! :)

três
não comento os teus disparates :P

Espero ter muito tempo para que tu e a Leonor contem sempre comigo!
Obrigada