quarta-feira, agosto 1

A cidade feliz

Vi esta noite no meu sonho
sombras difusas, caras conhecidas.
O que para aqui transponho,
são essas memórias adormecidas.

Havia uma única lei:
Verdade, amor e amizade
estavam no texto d'El Rei
que fazia feliz a cidade.

Aquele díficil acordar,
roubou-me assim a utopia,
mas não o querer sonhar!

E acredito que um dia
um mundo com mais coração,
faça deste sonho... antevisão.

15 comentários:

Anónimo disse...

Que seriamos nós sem sonhos! Estou/sonho contigo... Graça

rascunhos disse...

Que assim seja então Miguel!

E já agora: continua a sonhar!

Digo isso vezes sem conta a mim própria.

beijo

antónio paiva disse...

.........

Companheiro,

tu andas mesmo a bater no ponto certo!

....................

Abraço

kurika disse...

Acredito e sonho que o teu sonho seja mesmo uma antevisão.

Lindo. Lindo.

Um beijinho

Anónimo disse...

oxalá!!!!!!

Rita Guerra disse...

Que lindo poema... E que esta cidade exista! =D

maria disse...

Lindo..lindo...lindo..

bjnhos

foryou disse...

E eu também acredito que sim :)

beijo para ti e para a Leonor extensível à família :)



e obrigada ***

Vilma disse...

Assim será Miguel! :))
Não será apenas um sonho, mas uma realidade!

gasolina disse...

Uma cidade como um coração feliz!

:~D

Muito bonito.
Bj.

malu disse...

Oh Miguel! Hás-de acordar essas memórias e vivê-las que com este (belíssimo) poema contribuiste já para a realização do sonho :)

Lindo!! Bjs.

kurika disse...

Vim deixar um beijinho.

...e, já que avisei, espero que apareças!!!

Bjinhos

Dual disse...

Um sonho que se devia tornar real.

foryou disse...

Conferindo que a cidade continua feliz :) passo só para deixar um beijinho a ti e outro à Leonor

Margarida Atheling disse...

Eu também acredito, Miguel! :)

Bjs!