segunda-feira, abril 30

Coração d'ouro

Dizem que tem o coração d'ouro. Perante as dificuldades, as poeiras da vida, sempre se espera que esta sua característica acabe por resolver problemas. Por este, por aquele e aquela, pelos pais, pelos filhos, pelos amigos.
E assim, como não é d'ouro o seu coração, sofre porque as coisas não estão bem. Mais ainda, quando é parte no problema.
Mas de novo se levantam as vozes que o desafiam a "resolver".
Ele fica cansado. E farto. Não sabe mesmo, em verdade, se é o melhor a fazer. O nosso melhor será sempre o nosso exemplo. E se, procurar saídas e encontrar soluções são bons exemplos, já não lhe parece que o sejam deixar caír os braços, não lutar por aquilo que acredita, não ser firme nos seus princípios. Uma vez, duas vezes, doze vezes...
Se fosse de ouro o seu coração, não lhe doía como doi.

5 comentários:

rascunhos disse...

Por ser de ouro esse coração é que sente a dor.Se não o fosse talvez a não sentisse tanto.Ou não será?

bj

e as melhoras

p.s. tudo acaba por passar de uma maneira ou de outra...

até nós

Margarida Atheling disse...

É de ouro, sim!
Ouve-o. Ouve-o, sempre!
Mas não lhe peças impossíveis. Nem sempre ele tem a solução para todos os problemas.
E luta por aquilo em que acreditas, pois. Porque é aquilo em que acrditamos que nos define.
Tu sabes que todas as coisas têm uma solução, no tempo próprio (que muitas vezes, infelizmente, não é o nosso).

Bjs!

/me disse...

Bah, por pouco não fui o visitante 14000.
(desculpa o comentário parvo, mas não resisti)

malu disse...

"duas vezes, doze vezes..." setenta vezes, ou, até que o coração não doa. Não é por isso que ele bate e teima em bater?

No post acima leio sobre magia - o que um coração d'ouro faz :)

Bj.

Vilma disse...

Conheço um assim também! :)