quinta-feira, maio 31

Excessos

De todos os prazeres de que me lembro, o amor é o único em que o excesso não faz mal.

18 comentários:

NaRiZiNHo disse...

Hmmmm, se for controlado, concordo contigo, caso contrário, poderá tornar-se obsessivo.
:-*

Margarida Atheling disse...

Não, Miguel?! De certeza?!

Bjs!

Miguel disse...

Resposta às senhoras de cima:

Amor obsessivo é, (parece-me) amor doente, não é amor em excesso.
O Amor em excesso, bem vistas as coisas e claro, do meu ponto de vista, não existe: É uma contradição em termos.

rascunhos disse...

... e cuja overdose, não mata mas faz VIVER!!!!!!!!!!!!!!



e agora vou ali a baixo gatafunhar umas letras, q ainda ñ percebi mt bem para que é que existem:-)

lol

Anónimo disse...

Deverá o amor ser um prazer? Normalmente os prazeres são efémeros. Poderemos estar a confundir amor com paixão. O Amor é algo mais. Ou, pelo menos, deveria.

Miguel disse...

Caro Sr/Srºa anónima:

O amor não é um prazer, é TAMBÉM um prazer. Lamento se ainda não viveu a experiência. ;-)

Obrigado por passar por cá

Anónimo disse...

Se soubermos viver tiramos prazer de muitos sítios, experiências e convivências. Evidentemente que assim sendo o amor também aqui se enquadra como fonte de prazer. Mas deixemos-lo ser algo mais.

Sem procurar ser agressivo (não foi essa a intenção desde o princípio)ainda bem que não sei se já o vivi pois tento vivê-lo.

Já agora, SR.

Miguel disse...

miguel.do.morais@gmail.com pelo que o nickname que aparece é miguel, igual ao seu. Parece-me confuso. Se me puder explicar como o alterar agradeço.

Miguel Morais

Miguel disse...

Enviei mail

Phil disse...

o amor é o alimento das pessoas felizes... livres por dentro... o que acontece é que nos ensinam (ou amam) mal muitas vezes, daí a ideia da necessidade de controlo, do medo de sentir, e ainda mais assustador, a ideia de o amor ser algo puro e que o prazer joga noutro campeonato... no way... muito amor e nada de algemas no coração!!

Carriço disse...

No amor, só exagerar fica bem!

Abraço

malu disse...

Eu não sei gostar pouco ou se amar pouco é amor. Amor q.b. ? Não.

Bjs.

Margarida Atheling disse...

Bem argumentado, Miguel!
Tens razão! :)

Bjs!

foryou disse...

Há outros mas nenhum tão saudável :)

Mojo Pin disse...

Toca a exagerar;)*

/me disse...

Ditto!

candida disse...

faz mal, faz. tudo o q é excessivo, destrói o q quer q seja. a dificuldade da vida está em se atingir o equilíbrio.

Anónimo disse...

pois.....

e há excessos e excessos.....

oh, oh, se há....
(e às vezes, nem os havendo...)

e... / mas...

quando "eles" são irreversiveis?????....