quinta-feira, junho 21

Atei um fio à lua

Atei um fio à lua para a poder ver sempre.
Vi-a no mês passado, na outra semana e ainda ontem.
Como é bonita a lua, como é bom tê-la para mim!

Vejo-a, pois claro.
Podê-la-ei até ver sempre da minha janela.
Vou puxar o fio, trazê-la para mais perto de mim...

Tenho um amigo que mora noutro país, muito longe:
Triste, não a vê faz muito tempo, porque a retenho aqui!
Combinei com ele - "Dou-te a lua, mandas o sol pr'a mim".

Desatei o fio da lua,
Aprendi que gostar não é amarrar:
É deixar que corra os seus trilhos e que depois volte a mim.

Regressou assim um sol forte e quente
que ganha sentido porque não aquece
apenas e só o meu jardim.

15 comentários:

Vilma disse...

Beautiful! :)

kurika disse...

Que bom sentir o Sol e a Lua perto de nós, de livre e espontânea vontade.

lindo...

Muito trabalho, motivo da ausência.

Um beijinho

Alecrim disse...

Eu traduzo a Vilma:
Lindo!
E é mesmo!

rascunhos disse...

sempre que "apareces" partilhas connosco esse dom da estrela maior...

... muito bonito !

foryou disse...

Não tenho Sol para te mandar em troca, mas... alguma coisa de jeito devo ter por aqui... dás-me um bocadinho da Lua a mim também?

** (1 para ti outro para a Leonor)

Vera disse...

Lindíssimo!
Quem ama não prende. Deixa solto! Até porque se regressar é porque é realmente nosso!

Um grande beijinho

antónio paiva disse...

.................

nem peciso de te dizer o que penso do que aqui escreveste

já o li pelo menos 4 vezes

.............................

Abraço Companheiro

Leonor disse...

Está tão bonito, tão bonito, e obrigada o teu sol também aquece o meu jardim, (mais do que pensas, até!).

gasolina disse...

Miguel,

A simplicidade é a coisa mais dificil de escrever: objectivo completamente atingido neste teu poema.

Gostei muito.
E da tua visita tb.

Obrigado. E muito obrigado pela Lua e pelo Sol.

Beijinho.

malu.capela@gmail.com disse...

Olha, fiquei presa ao teu poema... eh eh e se ele me desprender, vou atá-lo eu e não o dou a ninguém!!

Bjs!

malu disse...

a tua caixa de comentários não está boa que nunca assino assim e nada de caixote, viste?

Leonor disse...

olha, está tão bonito. ( eu sei que já disse isto, e depois? apeteceu-me dizer outra vez!)

Anónimo disse...

O teu poema trouxe o "calorzinho" que andava a faltar-me. Obrigada! :)

Bom S. João. Diverte-te... já que eu tenho que trabalhar!

deep

Phil disse...

obrigada por "desamarrares" as tuas palavras...

Margarida Atheling disse...

Tão lindo, Miguel! :)

Bjs!