sexta-feira, junho 1

Criança

Se eu ainda fosse criança,
aninhava-me no teu colo quente,
fazias-me festas de veludo e davas-me doces beijos de mel...

7 comentários:

rascunhos disse...

... e quem não sente vontade de ser criança por vezes...

nem que seja para se aninhar num colo doce e quente...

foryou disse...

E já não és? Não faz mal Leonor o beijo deixo na mesma. Mel de certeza não falta por aí. E haverá sempre algum colo quente para te aninhares.

Inês Correia disse...

Hoje somos nós que oferecemos esse "colo quente", as tais "festas de veludo" e os "doces beijos de mel". E é tão bom oferecer...Elas sabem dar-nos tanto em troca =]*

kurika disse...

Tenho saudades desse colo que falas, preciso de colinho de vez em quando, e tento da-lo com toda a doçura que transmites... o retorno é de facto um alento de esperança.

Bjinhos

Margarida Atheling disse...

E não és, Leonor?! Um bocadinho; de vez em quando?!
Eu sou...

Bjs

malu disse...

Precisada de colo, não te sentes assim. Fecha os olhos com força e vê que está lá!

Beijinho Leonor.

Rita Guerra disse...

Todos somos crianças enquanto tivermos sonhos...