quinta-feira, junho 28

Sentimentos

Às vezes não sei o que fazer com os sentimentos.
Parecem novos, como se houvesse algum sentimento sem nome, ainda por inventar…
A felicidade gosto de dá-la, a alegria de partilhá-la, o medo… Procuro não pensar no medo.
A raiva, a desilusão, e outros que tais, não os vou mencionar, para fingir que não existem, mas esforço-me por não os sentir.
A dor, enquanto sentimento, ahh se eu conseguisse transformá-la em amor…
Agora este sentimento, que não é pena nem compaixão, nem tristeza ou desilusão,
não sei que nome lhe dar, nem sequer como o tratar, não sei que lhe fazer, porque não gosto mesmo dele.

9 comentários:

kurika disse...

O "sentimento" ora alegre ora triste, é um estado de alma, não? Provocado por outros, ou por nós mesmos.

Bjinhos

Miguel disse...

Lindo, Leo!
O problema é aquela coisa da sensibilidade. Não fora essa desgraçada e assobiavamos para o ar.
Mesmo assim trato bem dela e tu também.
Ainda esta semana teremos (e comemoraremos) os dois sentimentos daqueles que gostamos de dar e partilhar.
...deal?

Alecrim disse...

Deixa-o passar...

boleia disse...

pois.. mesmo sem definicao acho que percebo bem de que falas!
e realmente, ha-de passar :)

Ivan disse...

Foryou te indicou e vim.
E, que bom que vim.

gasolina disse...

É pão sem sal.
O desconsolo do cinzento.
Logo, logo passa. Se não houvesse consciência dele é que era bem grave.

kurika disse...

Bjinhos e bom fim de semana

Carriço disse...

Se já nos custa lidar com sentimentos que conhecemos... que dizer desses...

Saudações

NaRiZiNHo disse...

São ingratos e incomodativos, há que ignora-los.
:-*